Por mais de 40 anos o ensino da Música esteve ausente do currículo escolas no Brasil e na grande maioria das escolas. Fato que provocou uma lacuna na formação integral de diversas gerações de brasileiros incluindo grande parte dos professores que não obteve formação musical porque a maioria dos cursos de Pedagogia não instrumentalizou na graduação nessa área do conhecimento.

 

A Lei nº 11.769 sancionada em 18 de agosto de 2008, indica a necessidade de se reparar a ausência do ensino de Música nas escolas brasileiras ao estabelecer que “A música deverá ser conteúdo obrigatório, mas não exclusivo, do componente curricular de que trata o 2.º deste artigo” (NR), referindo-se ao art. 26 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996.
 

Atualmente, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) aponta como obrigatória a presença da Música, como uma das linguagens da área de Arte, ao lado das Artes Visuais, Dança e Teatro.
Num contexto onde é latente o interesse de grande parte dos professores em utilizar a música como recurso para a aprendizagem com rapidez e qualidade, justifica-se a aquisição desse projeto de formação musical de qualidade orientado a estudantes, responsáveis e professores com reconhecido sucesso no meio educacional brasileiro e possuindo a chancela do Ministério da Educação (MEC) quanto à sua qualidade.

Brincadeiras Musicais da Palavra Cantada

Fotos